Translate

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Melhor é o Pobre com Fé do que o Rico Sem Temer a Deus

Enquanto meditava nas condições difíceis experimentadas pela humanidade, desde as mais remotas épocas, soou em meu espírito como o ribombar de um trovão a seguinte palavra: “As vossas riquezas estão apodrecidas, e as vossas vestes estão comidas da traça.”
Imediatamente reconheci que esta sentença condenatória, se encontra no texto de Tiago 5.1-8, que destacamos a seguir, no qual o apóstolo faz uma referência à condição em que se encontrarão no tempo do fim, todos aqueles que fizeram do dinheiro, das riquezas, fama e poder, o seu deus, e acumularam à custa da miséria dos trabalhadores e dos pobres.
Tgo 5:1 Atendei, agora, ricos, chorai lamentando, por causa das vossas desventuras, que vos sobrevirão.
Tgo 5:2 As vossas riquezas estão apodrecidas, e as vossas roupagens, comidas de traça;
Tgo 5:3 o vosso ouro e a vossa prata foram gastos de ferrugens, e a sua ferrugem há de ser por testemunho contra vós mesmos e há de devorar, como fogo, as vossas carnes. Tesouros acumulastes nos últimos dias.
Tgo 5:4 Eis que o salário dos trabalhadores que ceifaram os vossos campos e que por vós foi retido com fraude está clamando; e os clamores dos ceifeiros penetraram até aos ouvidos do Senhor dos Exércitos.
Tgo 5:5 Tendes vivido regaladamente sobre a terra; tendes vivido nos prazeres; tendes engordado o vosso coração, em dia de matança;
Tgo 5:6 tendes condenado e matado o justo, sem que ele vos faça resistência.
Tgo 5:7 Sede, pois, irmãos, pacientes, até à vinda do Senhor. Eis que o lavrador aguarda com paciência o precioso fruto da terra, até receber as primeiras e as últimas chuvas.
“Tgo 5:8 Sede vós também pacientes e fortalecei o vosso coração, pois a vinda do Senhor está próxima.”

Não é sem motivo, que nosso Jesus Cristo afirmou que é muito difícil para um rico entrar no reino do céu.
O amor ao dinheiro, no dizer do apóstolo Paulo é a raiz de todos os demais males.
Essa cobiça leva a uma negação de Deus e da Sua vontade, porque Ele determina o amor ao próximo e a prática da justiça; e sabemos que muito do que os grandes acumuladores de riquezas, que trazem em suas mãos inclusive as rédeas dos governos do mundo agem de modo enganoso, fraudulento, injusto, para alcançarem seus objetivos, acalentando o falso pensamento de que são os deuses da Terra.
Todavia Mamom possui também o seu Deus, que é Satanás, o diabo, que governa aos que lhe amam, e os sujeita com isto a um terrível juízo de fogo da parte de Deus, conforme o dizer do apóstolo Tiago, que lhes sobrevém quando deixam este mundo pela morte, e que será consumado no lago que arde com fogo e enxofre depois do dia do juízo final, diante do Grande Trono Branco de Deus.
O nosso propósito, assim como o de Jesus e Seus apóstolos, não é prioritariamente o de convocar os ricos ao arrependimento, e à conversão a Cristo e aos Seus mandamentos (isto faremos se dirigidos pela ordem de Deus), porque certamente ririam à socapa de nós, porém o nosso propósito é apenas o alertar aos que amam ao Senhor, que não caiam neste laço de amarem o dinheiro, fazendo dele o senhor de suas vidas. Antes, ajamos, conforme o dizer do apóstolo Judas, não o Iscariotes, que:
“Vós, porém, amados, edificando-vos na vossa fé santíssima, orando no Espírito Santo, guardai-vos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo, para a vida eterna.“
A Bíblia, a ninguém convoca para uma revolução, para uma tomada de poder; ao contrário, que sejamos submissos às autoridades cuidando em ser bons cidadãos; e nem sequer para que se lute para tentar transferir as riquezas das mãos daqueles que as detêm para as nossas. Eles que fiquem com suas riquezas que como diz Tiago:
“estão apodrecidas, e as vossas vestes estão comidas da traça. O vosso ouro e a vossa prata se enferrujaram; e a sua ferrugem dará testemunho contra vós e comerá como fogo a vossa carne. Entesourastes para os últimos dias.

De que vale o homem ganhar o mundo inteiro se em troca vier a perder a sua alma?

Nenhum comentário:

Postar um comentário